71ª Conferência Distrital Distrito 1960 - Representante Distrital Rotaract - Companheira Diana Nicolau

 

A Companheira Diana Nicolau, Representante Distrital de Rotaract do Distrito 1960, apresentou na 71ª Conferência Distrital o balanço das actividades levadas a cabo ao longo deste ano rotário, sob o lema “Jovens líderes no serviço à humanidade”, uma conjugação entre o lema do Presidente de Rotary International, John Germ, “Rotary a Serviço da Humanidade” e do lema do Governador Abílio Lopes, “A Juventude como Exemplo no Serviço”.

A Representante Distrital de Rotaract começou por enunciar os três principais objectivos estabelecidos para este ano, nomeadamente a acção comunitária, o fortalecimento do quadro social, com base num crescimento sustentado e a promoção e divulgação do Rotaract, especificando depois os principais projectos executados no âmbito de cada um dos objectivos.

Desta forma, no que diz respeito à acção comunitária, houve desde logo um compromisso dos jovens com o Projecto dos Cônjuges – “Mames e Mininus”, da Companheira Isabel Lopes, que conseguiu a participação de sete clubes Rotaract e um clube Interact. A Companheira Diana Nicolau explicou como surgiu o projecto da Plantação da Floresta Rotaract, que permitiu a plantação de 1500 árvores numa área de 2,5 hectares em Castelo Branco, um projecto com enorme expressão, que permitiu quebrar barreiras entre os dois Distritos, alcançar maior visibilidade e melhores resultados. Ainda em termos de projectos de grande alcance, anunciou que no dia 14 de Maio vai ser feita uma recolha de alimentos a favor do Centro de Apoio ao Sem Abrigo, em 36 superfícies comerciais, de Norte a Sul do país.

Relativamente ao fortalecimento do quadro social dos clubes, a estratégia da Representadoria passou   pela formação na Visita Oficial da Representante (VOR), pela promoção de acções de companheirismo, mas também de profissionalização dos sócios, com a realização de um workshop de comunicação na Universidade Lusófona, que contou com a participação de mais de uma centena de pessoas, entre as quais convidados fora do Rotary, tendo já havido contacto de pessoas interessadas em juntar-se ao movimento.

A terceira e última meta definida foi a promoção e divulgação do Rotaract, de forma interna e externa. Ao nível da comunicação interna existem as cartas mensais, disponíveis online, que é a melhor forma de divulgação de actividades, e a nível externo houve uma restruturação do site, para torná-lo mais intuitivo, uma forte aposta nas redes sociais (os posts do Rotaract têm um alcance de 13 mil pessoas) e um processo de uniformização da imagem do Rotaract, Interact e Rotary, com a criação de camisolas e polos personalizados que podem e devem ser utilizados nos eventos rotários, para que os companheiros sejam mais facilmente identificados e associados ao Rotary enquanto marca. Para além disso, a Companheira Diana Nicolau referiu ainda as aparições públicas na imprensa, nomeadamente em programas de rádio e televisão, o que representa uma excelente forma de divulgação pública da imagem do Rotaract e daquilo que faz.

Para terminar, a Representante Distrital de Rotaract do Distrito 1960 falou sobre a Futurália – Feira de Educação, Formação e Orientação Educativa, que se realizou em Lisboa no final do mês de Março e na qual o Rotaract marcou presença com um stand, tendo tido um feedback bastante positivo, com mais de 300 pessoas interessadas em receber mais informação e em criar clubes nas suas cidades.

Durante a Feira, o Rotaract recolheu tampinhas de plástico para um projecto de angariação de fundos para aquisição de uma cadeira de rodas, desafio lançado pelo Rotaract Club de Algés à Representadoria. A Companheira Diana Nicolau lançou um apelo: “juntem-se a nós com os vossos clubes, peçam, façam parcerias, porque quando nos juntamos as coisas surgem!”.