Frente Rorária Anti-Diabetes (FRAD) sensibiliza para a "doença silenciosa"

 

Denominada como doença silenciosa, a diabetes é cada vez mais tema de debate e de esclarecimento junto das diversas comunidades. Rotary tem dado especial atenção ao combate a esta verdadeira pandemia através do Grupo de Ação Rotária para Diabetes (www.rag-diabetes.org)
Com o intuito de ajudar a contrariar o alastramento da doença em Portugal que atinge já mais de um milhão de portugueses e espreita outros dois milhões de compatriotas se estes não alterarem alguns dos seus comportamentos sociais (alimentares, sedentários, etc.), o Rotary Club de Lisboa-Oeste criou em 2012 a Frente Rotária Anti-Diabetes (FRAD).
Com a concordância e o estímulo dos Governadores dos Distritos Rotários 1960 e 1970, alguns clubes destes dois distritos, têm vindo a promover no âmbito da FRAD diversas ações cujo foco é a divulgação junto da população de um conjunto de medidas que visam prevenir a doença da diabetes.
Este ano, associando-se à comemoração do Dia Mundial da Diabetes (14 de Novembro) através da FRAD e com o patrocínio da Governadoria do D1960 e dos Rorary Clubes de Lisboa-Oeste e Lisboa-Estrela, foram impressos 8000 mil díplicos cujo conteúdo foi previamente aprovado pela Direcção do Programa Nacional para a Diabetes e pela Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal.
Estes díplicos foram enviados a cerca de quarenta clubes rotários e de rotaract dos distritos D.1960 e D.1970, para serem distribuídos nas respetivas comunidades, nomeadamente nos centros de saúde, consultórios médicos, farmácias, escolas, empresas e associações, entre outras instituições.
Esta ação que tem estado a decorrer nas últimas semanas, visa sensibilizar as pessoas para calcularem o risco de virem a contrair a diabetes tipo 2 nos próximos 10 anos.
O díplico em distribuição recomenda aos utentes o registo no sítio dos serviços do Ministério da Saúde onde poderão preencher um questionário relativo à diabetes. No final ficarão a saber o grau de risco de virem a contrair a diabetes tipo 2. Se o mesmo for Moderado, Alto ou Muito Alto, deverão consultar o médico assistente.
Para além desta ação, diversos clubes rotários organizaram nas suas comunidades outras ações de sensibilização para este tema.
Como exemplo, indicam-se as desenvolvidas pelo Rotary Club de Setúbal nas escolas desta cidade que culminaram, no Dia Mundial da Diabetes, com a 4.ª Marcha “Não à Diabetes” que percorreu a baixa da cidade. Nesta marcha participaram mais de 500 alunos das escolas onde têm vindo a trabalhar o Projecto FRAD e também muitos rotários, profissionais de saúde e responsáveis autárquicos desta cidade.