No 59º aniversário FRP distinguiu mérito de 12 alunos

A cerimónia do 59.º aniversário a Fundação Rotária Portuguesa (FRP) – cujo primeiro Conselho de Administração reuniu a 19 de Abril de 1959 – juntou, no passado sábado, no Teatro-Cine de Pombal, rotários de clubes oriundos de todo o país, bem como 10 alunos e 2 bolseiros, respetivos familiares e amigos.
A cerimónia integrou, na abertura, um momento cultural com a atuação do Duo de Trompas Esproarte que interpretou três obras para trompa da autoria de W. A. Mozart. O duo é constituído por Vasco Martins, estudante distinguido com a Bolsa Fundador Santos Pardal, tendo obtido a média de 18 valores no final do 11.º ano, e por Ricardo Alves (aluno do 1.º ano do Curso de Instrumentista de Soros e Percussão da Escola de Arte de Mirandela).
No decorrer da sessão foram entregues aos jovens, considerados, melhores alunos, as Bolsas dos Fundadores. Cada bolsa é constituída por quantia em dinheiro (500 euros), um diploma e o livro “Quadro de Honra” que reúne a história de cada um dos 10 fundadores da FRP, e dos dois instituidores dos prémios escolares que distinguem os dois melhores bolseiros da fundação (um de cada distrito rotário) bem como destaca o perfil dos estudantes distinguidos com as bolsas.
As Bolsas dos Fundadores incorporam ainda uma homenagem aos 10 elementos que integraram o primeiro Conselho de Administração (1959) – Rafael da Silva, Augusto Serras, Avelino Manuel da Silva, Mendes d’Almeida, Ferreira da Silva, Teixeira Barroca, Mesquita Rodrigues, Santos Pardal, Ferreira Leite e Rodrigo Santiago. Esta iniciativa foi instituída pela FRP em 1996. Já a entrega das bolsas aos melhores bolseiros – Bolsa Teixeira Lopes e Bolsa Casal Melich – remonta a 1989.
Os jovens distinguidos foram acompanhados pelos clubes rotários proponentes da distinção:
Bolsa Fundador Rafael da Silva: Patrício João Aroca Rodriguez (RC Valença);
Bolsa Fundador Augusto Serras: Leonor Alexandre da Silva Nicolau (RC Lisboa-Benfica);
Bolsa Fundador Avelino Manuel da Silva: Joana Blanquet André Gonçalves (RC Porto Douro);
Bolsa Fundador Mendes d’Almeida: Mariana Boim Roque de Jesus Morgado (RC Portela);
Bolsa Fundador Ferreira da Silva: Luís Miguel Nóbrega Rebelo (RC Vila do Conde);
Bolsa Fundador Teixeira Barroca: Marta Dias Calado (RC Oliveira do Hospital);
Bolsa Fundador Mesquita Rodrigues: Vera Carolina de Oliveira Lamas (RC Valongo);
Bolsa Fundador Santos Pardal: Vasco Guilherme Rodrigues Martins (RC Mirandela);
Bolsa Fundador Ferreira Leite: Pedro Nuno Nogueira Faria (Marco de Canaveses);
Bolsa Fundador Rodrigo Santiago: Sofia João Gomes da Cunha (RC Estarreja).
Bolsa Teixeira Lopes – (Bolsa Escolar – Melhor Bolseiro Distrito Rotário 1960): Eric Solcan (RC Algés);
Bolsa Casal Melich – (Bolsa Escolar – Melhor Bolseiro Distrito Rotário 1970): Daniela Beatriz Cabral Cardoso (RC Mangualde).

Conselho de Presidentes reuniu pela primeira vez

No seguimento da sessão teve lugar ainda, durante a tarde, a primeira reunião do Conselho de Presidentes, novo órgão social da Fundação Rotária Portuguesa, que surge na sequência da aprovação dos novos Estatutos da instituição, pela Tutela.
A sessão presidida por José Carlos Prado compreendeu, a apresentação do relatório e contas da FRP relativo a 2017. Iniciativa que esteve a cargo de José Coelho (RC Setúbal) presidente da Comissão Executiva (CE) da FRP.
Após a apresentação do relatório, José Coelho, fez uma síntese da ação da Fundação desde 2010, altura em que foi implementado o designado novo modelo estratégico, até aos dias de hoje. Começou no entanto, por realçar, que a instituição, concedeu nos seus 58 anos atividade 12.601 bolsas de estudo, no valor de 6.717.622,00 euros.
Colocou ainda ênfase nos projetos que os clubes rotários candidatam a apoio da Fundação e que entre setembro de 2010 e setembro de 2017 atingiram já o montante de 670.743,60 euros, para um total de 615 projetos. As candidaturas acontecem duas vezes em cada ano rotário: setembro e fevereiro. Os projetos apresentados enquadram-se nas áreas Alfabetização/Educação; Combate à Fome e à Pobreza, Promoção da Saúde e Recursos Hídricos/Ambiente.
De realçar que para a execução dos 615 projetos, além do montante entregue pela Fundação aos clubes, estes aplicaram através de fundos próprios e de parcerias que realizaram 1.562.806,90 euros.
José Coelho realçou ainda que antes de 2010 a média anual de atribuição de bolsas de estudo era de 200 e que depois desse ano a média subiu para 350.
Seguiu-se a intervenção de José Carlos Prado, presidente do Conselho de Presidentes que apresentou a proposta de Regulamento Interno do novo órgão da Fundação. O documento foi alvo de análise que suscitou a intervenção de alguns dos presidentes presentes na sala, bem como, de Alberto Soares Carneiro, presidente do CA da Fundação, de José Rolim, administrador da instituição e de José Coelho, presidente da CE. Todos sublinharam a importância do órgão e quais as suas competências.
No entanto, e devido à necessidade dos clubes fazerem uma análise mais profunda do articulado no documento, a assembleia decidiu, por unanimidade, suspender a votação nesta sessão e promover a realização de novo encontro, que terá lugar durante o mês de junho.

 

Sorteados os clubes que atribuirão a Bolsa dos Fundadores em 2019

No seguimento da entrega do Prémio dos Fundadores da FRP realizou-se o sorteio, que dita quais os clubes que em 2019 irão atribuir os prémios. Do sorteio saiu a seguinte lista: RC Machico Santa Cruz; RC Castelo Branco, RC Santarém, RC Albergaria-a-Velha, RC Lisboa-Estrela, RC Arcos de Valdevez, RC Guarda, RC Póvoa do Varzim, RC Ílhavo e RC Palmela.