71ª Conferência Distrital Distrito 1960 - Comissão Distrital dos Serviços Intercâmbios de Jovens YEP - Companheiro Carlos Proença

 

Após a apresentação da Representante Distrital de Rotaract e da Governadora Indicada Mara Duarte, teve início a apresentação das Linhas de Trabalho no Ano Rotário 2016-2017 das Comissões Distritais, tendo sido a primeira a Comissão Distrital dos Serviços Intercâmbios de Jovens YEP, liderada pelo Companheiro Carlos Proença, do Rotary Club de Setúbal.

O Presidente começou por afirmar que a Comissão a que preside é um dos maiores programas que o Rotary International oferece e engloba várias outras áreas, nomeadamente os serviços internacionais, o desenvolvimento do quadro social e a imagem pública. Em termos de balanço, apesar de considerar que em termos estatísticos o crescimento foi extraordinário, o Companheiro Carlos Proença confessou que ficou com o sentimento de que “a Comissão podia ter feito mais, os clubes podiam ter dado mais trabalho, chamar-nos para ir às escolas falar com os jovens, acho que estamos a perder muitas oportunidades”, referiu.

Ao longo deste ano, foram realizados cinco intercâmbios de longa duração (um ano), tendo o Distrito 1960 enviado três jovens para Taiwan, Sardegna (Itália) e Alemanha, e recebido dois jovens, de Taiwan e de Itália, respectivamente. Foram ainda levados a cabo dois intercâmbios curtos (entre três a seis semanas), 26 estudantes frequentaram campos de férias no estrangeiro e foi organizado um campo de férias em Portugal, de forma conjunta entre o Rotary Club de Lisboa-Norte e o Rotary Club de Sintra, que contou com a participação de 12 estudantes. Apesar das oportunidades que foram propostas, não se realizou nenhum intercâmbio Novas Gerações, destinado a jovens com idades entre os 18 e os 30 anos, com uma vertente mais vocacional e profissional.

O Companheiro Carlos Proença abordou ainda outras actividades desenvolvidas pela Comissão, como a organização, em conjunto com a sua congénere espanhola, de um evento de formação rotária para receber estes dois jovens e com o objectivo de promover a adaptação cultural; a realização de um Seminário Interdistrital na Marinha Grande, uma prova da colaboração entre os dois Distritos e que é necessário potenciar e incentivar e ainda a realização de apresentações nos Seminários do Desenvolvimento do Quadro Social e da Rotary Foundation e também em algumas escolas e Rotary Clubs.

Concretamente no que diz respeito aos intercâmbios de longa duração, o Companheiro Carlos Proença afirmou que, na sua opinião, deixar um ano de estudo por um ano de vida é um enorme salto e é algo que ensina os jovens a tolerar o outro, porque a diferença é algo que enriquece ambas as partes. Das três jovens em intercâmbio, dos Rotary Clubs de Setúbal e de Almancil International, o Presidente da Comissão Distrital dos Intercâmbios destacou o intercâmbio da jovem que está em Sardegna: “do que conheço dos relatórios, a Yonela está a fazer um intercâmbio fantástico, pela forma como fala do que tem feito em termos de voluntariado, de conhecimento da cultura, do seu arrojo e coragem de apresentar em italiano o seu país e o seu clube. Estou extremamente satisfeito com os cinco, mas este exemplo agrada-me de forma particular”, sublinhou.

Depois desta intervenção, o Companheiro Carlos Proença passou a palavra aos dois jovens intercambistas em Portugal: um jovem do Distrito 3520 de Taiwan, que está a morar em Loulé e que tem como clube anfitrião o Rotary Club de Almancil International e um jovem do Distrito 2080 de Sardegna, que está a morar em Peniche, que é o seu clube anfitrião. Os jovens fizeram uma apresentação da sua experiência, tendo o jovem de Taiwan afirmado que Portugal é a sua segunda casa e estará sempre no seu coração e o jovem italiano descrito o intercâmbio como “uma das melhores experiências que se pode ter na vida, que cria melhores pessoas no futuro, uma geração melhor, mais aberta e com mais espírito de iniciativa”.

Reconhecendo a necessidade de melhor divulgação dos programas de intercâmbio de jovens, o Companheiro Carlos Proença concluiu: “estamos ao vosso dispor, devemos promover estes programas, para que mais jovens tenham a alegria de dar o seu testemunho, mostrar o que é Rotary e o que podemos oferecer”.